Poupem as Crianças dos “Sacramentos” Sem Sentido!

7/13/2015 , , 2 Comentários


Das definições às referências usadas, aos artefatos imbutidos com poderes místicos que estão todos vinculados a dinheiro, incluindo seus chamados sacramentos, a Igreja Católica Romana soa como uma bola de confusão. Vamos examinar o que eles chamam de “confirmação.” O que está para ser confirmado e quando?

Mas como nós devemos definir termos primeiro? É da maneira que queremos? Um cristão disciplinado iria voltar lá trás e referir a Autoridade sobre a Vida e checar as Suas palavras.

Note que esta fonte, o Dicionário Católico Moderno, ao definir o termo, “confirmação,” toma para si mesmo a autoridade para redefinir outras. Vamos destacar os termos em questão para fácil leitura -

Confirmação: O sacramento em que, através da imposição de mãos, unção com crisma e oração,

“Imposição de mãos” não é “confirmação,” de acordo com a Bíblia. Quando o Senhor Jesus impôs as mãos sobre as crianças ação tal que os apóstolos estavam tentando impedir, não era um rito nem um sacramento de modo que os apóstolos estavam até tentando impedir as crianças. Se fosse um rito religioso ou um sacramento, os apóstolos, ao invés de impedir as crianças de se aproximarem, deveriam estar ajudando elas! Lógico?

MATEUS 19:13-15 
13 Então lhe trouxeram algumas crianças para que lhes impusesse as mãos, e orasse; mas os discípulos os repreenderam. 
14 Jesus, porém, disse: Deixai as crianças e não as impeçais de virem a mim, porque de tais é o reino dos céus. 
15 E, depois de lhes impor as mãos, partiu dali.

Mais uma vez, “imposição de mãos” não é “confirmação,” de acordo com a Bíblia. É o ato de dar ao recipiente a confiança e honra necessária para seu ofício dado por Deus.

NÚMEROS 27:18-20 
18 Então disse o Senhor a Moisés: Toma a Josué, filho de Num, homem em quem há o Espírito, e impõe-lhe a mão
19 e apresenta-o perante Eleazar, o sacerdote, e perante toda a congregação, e dá-lhe a comissão à vista deles; 
20 e sobre ele porás da tua glória, para que lhe obedeça toda a congregação dos filhos de Israel.

Neste exato sentido é que o Apóstolo Paulo impôs as mãos sobre Timóteo.

II TIMÓTEO 1:6 
Por esta razão te lembro que despertes o dom de Deus, que há em ti pela imposição das minhas mãos.

I TIMÓTEO 4:14 
Não negligencies o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbítero.

Não se impõem mãos sobre crianças! Como tal delicada confiança e honra seria conferida a crianças? Considere a idade como discutido por Michelle Arnold -

Seguindo reconhecimento da Santa Sé, a [USCCB] decretou que a idade para conferência do sacramento para confimação no rito latino das dioceses dos Estados Unidos será entre "a idade da discrição [‘considerada ser cerca dos sete anos’] e cerca dos dezesseis anos de idade.’" (www.usccb.org)

Isto é realmente hilário! Como pode uma criança de sete anos de idade ser capaz da confiança como a que Josué e Timóteo receberam? Mesmo que você diga 12 ou até mesmo 17, você deveria impor as maõs sobre elas?

Aqui está uma de duas crianças, ambas com 12 anos de idade, que foram confirmadas pelo Papa Francisco em uma cerimônia na Praça de São Pedro em Roma (Ref: Stephen Rogers, Irish ExaminerDotCom, 4/29/2013).


A doutrina da “confirmação” que eles referem como um de seus “sacramentos” é uma de muitas invenções da Igreja Católica Romana (ICR). De acordo com autoridades católicas, “não é estritamente necessário para salvação” mas “existe uma grave obrigação de recebê-la no tempo devido.” Desta definição estamos certos de que este é um ensinamento inventado pelo Conselho de Trento.

Modern Catholic Dictionary Page 122

Confirmação não é estritamente necessária para salvação, mas é eminentemente importante em contribuição a perfeição cristã e existe uma grave obrigação de recebê-la no tempo devido.

CONSELHO DE TRENTO

Mas, como o Conselho de Trento definiu, estes ritos antigos diferem essencialmente dos sacramentos da Nova Lei, elas realmente não continham a graça que significavam, nem a plenitude da graça estava já disponível pelos visíveis canais merecidos e estabelecidos pelo Salvador.

Em contraste aos ensinamentos católicos, cada ensinamento ou mandamentos de Cristo é essencialmente necessário para salvação. Estes são partilhados ao crente por um pregador crente sem custos.

TIAGO 2:10 
Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, tem-se tornado culpado de todos.

Enquanto a ICR está dizendo que seu “sacramento de confirmação não é estritamente necessário para salvação,” a verdade é que todos os ensinamentos de Cristo e Seus mandamentos devem ser observados, porque desobediência em um fará tal culpado de todos.

MATHEUS 28:20 
ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.

E note que “todos os ensinamentos” de Cristo devem ser compartilhados sem custos! Sem custos! Nós enfatizamos este fato porque cada movimento que os padres católicos realizam, tem um pagamento. Em outras palavras, salvação na ICR é para ser tido com considerações monetárias – sempre. Os Apóstolos de Cristo pregaram o evangelho gratuitamente. Eles não requiriram nenhum pagamento pelos serviçõs da Igreja.

II CORÍNTIOS 11:7 
Pequei porventura, humilhando-me a mim mesmo, para que vós fôsseis exaltados, porque de graça vos anunciei o evangelho de Deus?

Em contraste, a Igreja Católica requer pagamento pelos seus sacramentos como “confirmação” e batismo. De acordo com eles “confirmação” é feita de três maneiras: 1) Imposição de mãos; 2) Unção com crisma; e 3) Oração. Como em seus outros sacramentos, tem novamente um artefato que eles vinculam para que dinheiro possa ser pago: Crisma. Sem a benção de um bispo católico, não há consagração para uma mistura em seus sacramentos. Mostre dinheiro primeiro, então consagração vem.
Crisma. Uma mistura de azeite de oliva e bálsamo. Abençoado por um bispo, é usado na administração pública de batismo, confirmação, e ordens santas; na benção dos sinos de torres, água batismal, e em consagração de igrejas, altares, cálices e vasilhas. (Etim. Inglês Médio chrisom, abreviação para roupa crismal.) Veja também SANTA CRISMA


Isso é o que a Bíblia diz? “Ungir com crisma” certamente não é bíblico. Não existe tal coisa como “mistura consagrada de azeite de oliva e bálsamo” usado em qualquer rito cristão do primeiro século! No lugar dele está a fortificação da fé de alguém através da ajuda do Espírito Santo. Obviamente, isto não é adquirido na maneira inventada do “sacramento da confirmação” da Igreja Católica!

Somente uma tradução da Bíblia no Novo Testamento usa a palavra ‘bálsamo’ em uma única ocasião quando Maria o usou nos pés do Senhor Jesus Cristo. Isso claramente mostra que não é um objeto sagrado ou por implicação alguma “crisma” usada pela igreja cristã no 1º século.

JOÃO 11:2 (ETHERIDGE TRANSLATION) 
E Maria, cujo irmão Lázaro se achava enfermo, era a mesma que ungiu o Senhor com bálsamo, e lhe enxugou os pés com os seus cabelos.

Vamos nos basear na Bíblia e aprender dela. Fé é a questão quando alguém é batizado. Fé também é a questão com cada cristão depois disso. É a fé que deve ser fortalecida com o amadurecer de alguém porque a fé não é um processo de uma vez só. O que você vai confirmar então? A membresia de alguém na fé católica?

Aqui estão as conversas que demonstram o que temos dito todo esse tempo (Ref: Zoe Ryan, “Views conflict on what age to confirm,” National Catholic Reporter, 5/13/2011). Em conflitos sobre em qual idade confirmar, idade mais jovem é a ordem restaurada, decidiram as autoridades católicas. O resumo seguinte endereça a questão.

7 é jovem? Ou 16 é muito velho? Existe uma idade universal quando alguém está pronto para ser confirmado? Dioceses que tem confirmação no segundo ou terceiro ano é a ordem restaurada – a ordem dos sacramentos da iniciação cristã foram nos primeiros anos do cristianismo; batismo, confirmação e então a primeira comunhão.

Nós citamos aqui duas autoridades: Joseph Martos e Joe Paprocki. O primeiro é um historiador sacramental e um autor de dois livros sobre os sacramentos católicos. O Segundo ensina uma aula de confirmação para o oitavo ano e era diretor de educação religiosa.

O ponto principal dos comentários de Martos é que crianças ainda são crianças. Eles são confirmados no início da adolescência e então eles param de ir a igreja, ele observa. Aqui está Martos sobre confirmação -

Nós temos esta cerimônia ... e ela não ocorre quando é uma verdadeira mudança na vida da pessoa…. Em outras palavras, o problema não é teológico. O problema tem a ver com a natureza e propósito do ritual, especialmente ritos de passagem e rituais de iniciação.

A menos que as pessoas, quando são confirmadas, estejam realmente fazendo uma passagem em suas vidas, como de não católico para católico, solteiro para casado ... então não há significado algum no sacramento da confirmação, porque o significado vem do que está acontecendo na vida da pessoa naquele momento.

Enquanto isso, confirmação é mais para mantê-los na fé católica, sugere Paprocki. Entretanto, ele disse que confirmação precisa ser observada tanto quanto se trata de crianças. Aqui está o que ele disse na entrevista de Zoe Ryan -

Eu acho que tende a ser o maior medo: Como vamos mantê-los se não tivermos os sacramentos? O problema com isso é que o sacramento da confirmação não deve ser uma cenoura na vara. Não deve ser somente em como segurá-los. Se não conseguimos segurá-los sem confirmação, então eu acho que tem algo errado aí. Eu acho que nos forçaria a reavaliar e olhar mais fundo no que estamos oferecendo a eles.”

Vê? Mesmo aqueles colocados para trabalhar com crianças nas instituições católicas estão muito preocupados com o que estão fazendo. Os meios bíblicos pelos quais um cristão é fortalecido na fé são:

1) Através de exortação e perseverança em tribulações pela fé.

ATOS 14:22 
confirmando as almas dos discípulos, exortando-os a perseverarem na fé, dizendo que por muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus.

Isto é afirmado pelo Apóstolo Paulo entre os romanos.

ROMANOS 5:1-5 
1 Justificados, pois, pela fé, tenhamos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, 
2 por quem obtivemos também nosso acesso pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e gloriemo-nos na esperança da glória de Deus. 
3 E não somente isso, mas também gloriemo-nos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a perseverança
4 e a perseverança a experiência, e a experiência a esperança; 
5 e a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

2) Através de vigilância e oração que fortalece a fraqueza de nossa carne.

MATEUS 26:41 
Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.

ROMANOS 8:26 
Do mesmo modo também o Espírito nos ajuda na fraqueza; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inexprimíveis.

3) Através da prática do amor não fingido que fortalece os cristãos.

EFÉSIOS 4:16 
do qual o corpo inteiro bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, efetua o seu crescimento para edificação de si mesmo em amor.

COLOSSENSES 3:14 
E, sobre tudo isto, revestí-vos do amor, que é o vínculo da perfeição.

Todas essas maneiras bíblicas para fortalecer um cristão não se aplicarão à uma criança de sete anos de idade! Ele ainda tem que crescer, algumas experiências a passar. A fé de um cristão é revelada pelo tempo. A Bíblia confirma isso.

I CORÍNTIOS 3:13 
a obra de cada um se manifestará; pois aquele dia a demonstrará, porque será reveldada no fogo, e o fogo provará qual seja a obra de cada um.

Tempo é uma essência muito importante no fortalecimento da fé de alguém. Ele deve crescer com os anos de modo a experimentar o que pode ameaçar a fé, o que pode descarrilhá-la, assim como o que pode fortalecê-la. E o tempo pode confirmar repetidamente a fé de alguém enquanto o tal se firma nos ensinamentos de Cristo.

HEBREUS 5:12 
Porque, devendo já ser mestres em razão do tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar os princípios elementares dos oráculos de Deus, e vos haveis feito tais que precisais de leite, e não de alimento sólido.

Por esta razão, o Senhor Jesus Cristo diz aos cristãos para perseverarem até o fim.

MATEUS 10:22 
E sereis odiados de todos por causa do meu nome, mas aquele que perseverar até o fim, esse será salvo.

Como uma criança de sete anos pode experimentar todos estes maravilhosos ensinamentos do Senhor? A menos que Steven “Steve” Shott tenha sido ordenado a padre quando ainda tinha sete anos!

Mais risadas por vir, se Deus quiser.

[Aviso legal: Esta tradução em Português é realizada por nossos tradutores com máxima cautela com o melhor de suas habilidades. ControversyExtraordinary.com, contudo, não garante a exatidão de qualquer informação traduzida devido a vários fatores. Quando houver alguma discrepância entre a versão original em Inglês e a versão traduzida em Português, a versão original em Inglês sempre prevalece.]

2 comentários:

  1. Graças a Deus mitos e mentiras estão sendo reveladas e verdades esclarecidas. Parabéns irmãos.

    ResponderExcluir