O Único Modo Garantido Que Deus Ouvirá Quando Chamarmos



Existem pessoas que desenvolveram a noção de que, enquanto orarem e invocarem o nome do Senhor, já estarão salvas. Isso não é verdade; eles estão apenas dando a si mesmos falsas esperanças.

A verdade é - mesmo que você continue orando, mesmo que continue invocando o nome do Senhor, você não será salvo se não cumprir a vontade Dele.

Como está escrito em Mateus 7:21,

Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus; mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

Para entrar no reino dos céus, você tem que fazer a vontade do Pai; isto é, você tem que guardar Seus mandamentos e fazer o que o Pai deseja que você faça.

Eclesiastes 12:13 diz:

Este é o fim do discurso; tudo já foi ouvido: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é todo o dever do homem.

O principal dever do homem é obedecer aos mandamentos de Deus e não aos mandamentos e ensinamentos de diferentes grupos religiosos, como a Igreja Católica. Se o que você vai seguir são seus ensinamentos inventados, como rezar o rosário por nove dias consecutivos ou a novena, andar de joelhos nos corredores das catedrais da porta do altar e ajoelhar-se diante de imagens e estátuas esculpidas e adorá-las, você não será salvo. Todas essas práticas, que os católicos observam, caem na idolatria e estão em contraste direto com os ensinos de Deus na Bíblia. E definitivamente, tais práticas não o levarão para o céu.

Lembre-se, para você ser salvo e se tornar um herdeiro do céu, você tem que obedecer aos mandamentos de Deus - não desafiá-los. A idolatria é um desafio direto ao mandamento de Deus; estátuas e imagens esculpidas não devem ser feitas como objetos de adoração, mesmo que sejam feitas de ouro e prata.

Atos 17:29 diz:

Sendo nós, pois, geração de Deus, não devemos pensar que a divindade seja semelhante ao ouro, ou à prata, ou à pedra esculpida pela arte e imaginação do homem.

Apenas pensar ou presumir que a Divindade pode ser representada em imagens esculpidas e estátuas feitas de ouro, prata e pedra é muito errado. É muito pior se você for se ajoelhar diante deles, oferecer flores e acender velas a eles e orar a eles. Infelizmente, isso é exatamente o que os padres católicos estão ensinando seus seguidores a fazerem - eles estão defendendo a prática da idolatria.

A idolatria é proibida por Deus. No entanto, Sua proibição não se limita a adorar imagens de escultura; inclui esculpir estátuas e imagens. Isso também é um ato de desafio aos mandamentos de Deus.

Como está escrito em Deuteronômio 5:8-9,

8 Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra;

9 não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus ciumento, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam,

É a Deus a quem você deve adorar e não a falsos deuses. Aparentemente, adorar e reverenciar falsos deuses são manifestações de ódio a Deus. Portanto, se você professa que ama a Deus, é a Ele que você deve prestar sua adoração, reverência e devoção - não a imagens esculpidas.

No entanto, o que Deus proíbe as pessoas de fazer é o que os padres católicos estão zelosamente promovendo. Na verdade, eles estão se tornando instrumentos para transformar a verdade de Deus em mentira, ao ensinarem as pessoas a adorar a criatura em vez do Criador.

Romanos 1:25 diz:

pois trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura antes que ao Criador, que é bendito eternamente. Amém.

Assim, em vez de redirecionar sua fé e devoção para a criatura de Deus, como Maria, os apóstolos e os anjos, é para o Criador que você deve entregá-los. E em vez de dirigir suas orações a essas pessoas, você deve dirigi-las ao Criador.

Lembre-se, porém, de que nem todos os que invocam o nome do Senhor entrarão no reino dos céus, mas apenas aqueles que obedecem aos mandamentos de Deus. Em outras palavras, é a sua obediência aos ensinamentos e mandamentos de Deus que o qualificará para entrar no reino dos céus. 

[Aviso legal: Esta tradução em Português é realizada por nossos tradutores com máxima cautela com o melhor de suas habilidades. ControversyExtraordinary.com, contudo, não garante a exatidão de qualquer informação traduzida devido a vários fatores. Quando houver alguma discrepância entre a versão original em Inglês e a versão traduzida em Português, a versão original em Inglês sempre prevalece.]

Religião é Necessária para Ser Salvo


Muitos pregadores hoje se tornaram tão imprudentes e irresponsáveis ​​que dificilmente se importam se os ensinamentos que eles fazem as pessoas acreditarem e aceitarem não estão mais em conformidade com os ensinamentos do Senhor Jesus Cristo escritos na Bíblia.

Um exemplo disso é o ensino de que a religião não é mais necessária para que o homem seja salvo. O que é necessário, dizem eles, é que o homem tenha fé em Cristo, aceite-O e pronto, ele será salvo.

Isso é uma grande mentira! Não é verdade que a religião não é mais necessária. Na verdade, a Bíblia menciona uma religião pura e imaculada que o Senhor Jesus Cristo ensinou aos apóstolos. Isso significa apenas que a religião é necessária e importante; do contrário, o Senhor Jesus Cristo não a teria ensinado.

No entanto, nem todas as religiões são puras e imaculadas; muitos delas estão cheias de impurezas, sujeira e pretensões. Conseqüentemente, seus seguidores não são santificados, mas, em vez disso, eles se tornam um bando de hipócritas. Essas são as religiões que podem ser consideradas fúteis ou inúteis, pois falham em tornar seus membros dignos de salvação. A Bíblia descreve essas religiões como vãs.

Tiago 1:26 diz:

Se alguém cuida ser religioso e não refreia a sua língua, mas engana o seu coração, a sua religião é vã.

Se alguém parece ser religioso, mas não restringe sua língua e até mesmo engana seu próprio coração, a religião dessa pessoa é considerada vã ou inútil.

Mas a religião pura e imaculada que o Senhor Jesus Cristo ensinou aos apóstolos definitivamente não é vã e sem sentido. Portanto, não deve ser rejeitada nem deve ser considerada sem importância ou desnecessária.

Tiago 1:27 diz:

A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo.

Uma das marcas de uma religião pura é que ela cuida das viúvas e dos órfãos - e aqueles que praticam essa religião se mantêm imaculados do mundo. Ou seja, eles não se envolvem em vícios como jogo, bebida, drogas e outros assuntos terrenos. Eles aceitam o Senhor Jesus Cristo e seguem Seus ensinamentos.

Aceitar o Senhor Jesus Cristo não deve ser apenas serviço da boca para fora. Ao aceitar a Cristo, você tem que aceitar Suas palavras e ensinamentos também, porque rejeitar Seus ensinamentos é o mesmo que rejeitá-Lo.

Como está escrito em João 12:48,

Quem me rejeita, e não recebe as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia.

Segue que se você rejeitar os ensinamentos do Senhor Jesus Cristo sobre religião, sobre a Igreja e sobre adoração, você está, na verdade, rejeitando Cristo. E se você rejeitar a Cristo, você não será salvo porque Ele é o Salvador.

A religião pura e imaculada ensinada por Cristo aos apóstolos está sendo praticada na Igreja construída pelo próprio Senhor Jesus Cristo. Então, se você ouvir pastores e pregadores dizerem que a Igreja também não é mais necessária, você pode ter certeza de que tais pregadores falam por ignorância porque a Bíblia nos diz que o Senhor Jesus Cristo edificou uma Igreja (Mateus 16:18).

Eles estão implicando que o Senhor Jesus Cristo edificou algo que não tem uso ou relevância para a salvação? E o que lhes deu o direito de anular ou declarar inválido o que o Senhor Jesus Cristo estabeleceu? O fato de Cristo ter edificado uma Igreja significa apenas que ela tem um papel vital na salvação do homem.

Agora, para justificar sua afirmação estúpida de que a religião e a Igreja não são mais necessárias para alcançar a salvação - porque, de acordo com eles, a fé em Cristo é suficiente - esses pregadores estão citando a história do ladrão que foi crucificado com Cristo. Diriam que o ladrão simplesmente creu em Cristo, não praticava nenhuma religião e não se filiou à Igreja, mas foi prometido o paraíso.

No entanto, esses pastores não perceberam que crer em Cristo, especificamente em Suas palavras, era a única coisa que o ladrão poderia fazer porque ele já estava pendurado na cruz e estava prestes a morrer.

Aparentemente, antes de sua hora final chegar, o ladrão teve a chance de ouvir as palavras ditas pelo Senhor Jesus Cristo enquanto estavam na cruz. E por causa do que tinha ouvido, ele creu.

Ou seja, a fé do ladrão em Cristo foi motivada pelas palavras que ele ouviu Dele e não por Sua aparência física. Porque durante aquele tempo, não havia nada de majestoso na aparência física de Cristo, pois Ele estava machucado, sangrando e estava nu.

Lembre-se, os judeus jogaram à sorte em Suas vestes e, de acordo com Hebreus 6:6, eles “o colocaram em vergonha pública”, o que significa que Ele foi colocado em uma situação muito vergonhosa e embaraçosa. E o que mais poderia ser mais constrangedor e vergonhoso do que ter seu corpo nu exposto ao público? Mas por causa das palavras que ele ouviu de Cristo enquanto eles estavam na cruz, o ladrão creu Nele, e então ele disse: "Senhor, lembra-te de mim quando entrares no teu reino." (Lucas 23:42) E a ele, o Senhor Jesus Cristo respondeu: “Em verdade te digo hoje que estarás comigo no paraíso”. (Lucas 23:43)

Considerando a condição do ladrão - ele estava indefeso pendurado na cruz e morrendo - e o pouquíssimo tempo que lhe restava para viver, o ladrão não tinha mais condições de se filiar à Igreja ou praticar a religião. Mas se ele tivesse sido libertado e tivesse a chance de viver mais, sem dúvida, o ladrão certamente teria se filiado à Igreja edificada e dirigida pelo Senhor Jesus Cristo e se tornado Seu servo.

Mas deve ser entendido que a sorte invejável que veio ao ladrão nunca pode ser desfrutada ou aproveitada por aqueles que deliberadamente rejeitam e desconsideram os ensinamentos do Senhor Jesus Cristo - mesmo que afirmem que O aceitaram.

Que Deus abençoe a todos nós! 

[Aviso legal: Esta tradução em Português é realizada por nossos tradutores com máxima cautela com o melhor de suas habilidades. ControversyExtraordinary.com, contudo, não garante a exatidão de qualquer informação traduzida devido a vários fatores. Quando houver alguma discrepância entre a versão original em Inglês e a versão traduzida em Português, a versão original em Inglês sempre prevalece.]

Dê um Descanso a Sua Alma - Perdoe e Esqueça

Uma das coisas que muitas pessoas têm dificuldade em fazer é perdoar, principalmente, se a pessoa que as ofendeu não manifesta nenhum sinal de remorso ou nem mesmo se dá ao trabalho de sair do seu caminho para pedir “desculpas” pelo delito cometido.

Para muitos, o perdão só pode ser dado a alguém que reconhece o pecado de alguém e se desculpa por isso. Mas se essa pessoa não se desculpar, então, não há como essa pessoa ser perdoada.

No entanto, essa não deve ser a atitude de um verdadeiro cristão. Um verdadeiro cristão sempre concede perdão a uma pessoa que errou contra ele ou ela, mesmo que essa pessoa não tenha dito a palavra mágica - “desculpe”.

Normalmente, as pessoas se machucam se a ofensa for cometida por seus entes queridos, ou por aqueles a quem elas estimam muito, como seus cônjuges, filhos, netos, irmãos, parentes e amigos.

Conseqüentemente, é ainda mais anticristão se você continuar a nutrir ressentimentos em relação a eles simplesmente porque eles não se aproximam de você para pedir seu perdão. Se você realmente os ama, não precisa esperar o momento em que eles vão cair de joelhos e dizer “desculpe” para você antes de perdoá-los.

Com ou sem o “desculpe”, você deve ter um perdão pronto para eles porque você os ama. Como diz uma música, “Amor significa nunca ter que pedir desculpas”.

Na verdade, mesmo que aqueles que o fizeram mal sejam apenas seus conhecidos comuns, como um vizinho, um colega de classe ou um colega de escritório, você deve estar sempre pronto para perdoar. E ter essa atitude certamente trabalhará a seu favor.

Deus nos mandou perdoar aqueles que pecam contra nós. Portanto, ao perdoar nossos ofensores, estamos na verdade mostrando a Deus nossa obediência a ele. Todos nós cometemos pecados; todos nós erramos, intencionalmente ou inconscientemente - e também queremos ser perdoados por aqueles a quem ofendemos ou pecamos, incluindo Deus.

A verdade é que cada vez que pedimos a Deus que perdoe nossas ofensas, também somos obrigados a perdoar as ofensas que outros cometeram contra nós.

Mateus 6:12 diz:

E perdoe nossas dívidas, assim como perdoamos nossos devedores.

Ao perdoar aqueles que erraram contra você, você também será perdoado por Deus de todas as suas falhas e transgressões. Aparentemente, é necessário que você perdoe para ser perdoado.

Como está escrito em Mateus 6:14,

Pois se perdoardes aos homens as suas ofensas, vosso Pai celestial também vos perdoará:

Se você perdoar prontamente aqueles que o ofenderam, mesmo sem um pedido de desculpas vindo deles, você merecerá o perdão de Deus. Isso está além do alívio emocional que você experimentará. Porque, ao perdoar os outros e esquecer a ofensa que eles lhe fizeram, você estará livrando seu coração de um fardo pesado e terá paz profundamente dentro de você. Vamos admitir, você não se sente bem quando está em conflito com outra pessoa.

Mas se você permitir que o seu orgulho pessoal prevaleça, se você se recusar a perdoar simplesmente porque a pessoa que errou contra você ainda não disse "desculpe" a você, você está, na verdade, desobedecendo ao mandamento de Deus. E sua desobediência a Deus tem conseqüências inevitáveis.

Como está escrito em Mateus 6:15,

Mas, se não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai perdoará as vossas ofensas.

Claro e simples. O Pai perdoará suas ofensas se você perdoar aqueles que o feriram ou aqueles que o fizeram mal. Mas se você não quiser perdoá-los, o Pai também não irá perdoar você.

Eu só espero que você perceba o significado de merecer e não merecer o perdão do Pai. Merecer o perdão do Pai significa merecer a bem-aventurança eterna no paraíso; mas não ser perdoado pelo Pai porque você se recusou a perdoar os outros significa estar condenado ao castigo eterno no inferno. A escolha é sua. Mas, certamente, os verdadeiros cristãos sempre escolherão perdoar.

Que Deus abençoe a todos nós!

[Aviso legal: Esta tradução em Português é realizada por nossos tradutores com máxima cautela com o melhor de suas habilidades. ControversyExtraordinary.com, contudo, não garante a exatidão de qualquer informação traduzida devido a vários fatores. Quando houver alguma discrepância entre a versão original em Inglês e a versão traduzida em Português, a versão original em Inglês sempre prevalece.]

Por Que Outros Perdem Sua Confiança em Deus

 Se há um Ser em quem todos nós devemos confiar, não é outro senão Deus - não o nosso próximo.

Jeremias 17:5,7 diz:

5 Assim diz o Senhor: Maldito o varão que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor! 

7 Bendito o varão que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor.


A Bíblia diz: bem-aventurado o homem cuja confiança e esperança estão no Senhor, e maldito seja o homem cuja confiança é entregue a outro homem. Muito claramente, é mais prudente confiar plenamente no Deus Todo-Poderoso do que no homem. Por um lado, você nem sempre pode contar com um outro ser humano - mesmo que essa pessoa seja muito próxima de você ou que seja seu melhor amigo - porque, assim como você, seu próximo também tem certas fragilidades e vulnerabilidades.

Às vezes, as mesmas pessoas que você valoriza e considera como amigos de confiança também são aquelas que o trairão. Na verdade, o Senhor Jesus Cristo experimentou traição de alguém a quem considerava um amigo - Judas Iscariotes.

Como está escrito em Salmos 41:9,

Até o meu próprio amigo íntimo em quem eu tanto confiava, e que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar.

O Senhor Jesus Cristo era um amigo amoroso e altruísta, de tal forma que deu a Judas Iscariotes o pedaço de pão que era Dele mesmo. Apesar disso, Judas ainda traiu o Senhor.

Isso realmente acontece porque sempre existe a possibilidade de que a pessoa em quem você confiou se voltará contra você. Mas isso não vai acontecer com Deus - Ele nunca vai trair aqueles que colocam sua confiança Nele. É por isso que a Bíblia chama aqueles que confiam em Deus de “bem-aventurados” porque Ele é confiável.

Podemos dizer que as pessoas que não confiam em Deus não O conhecem realmente - não conhecem os Seus caminhos; eles não conhecem Sua vontade; eles não sabem o que Ele quer que façam. Se o fizerem, certamente confiarão Nele e em Suas palavras e continuarão a se apegar a Seus pronunciamentos e promessas - pois Deus é fiel a Suas palavras e cumpre todas as Suas promessas.

Uma das admoestações que traz consigo uma promessa muito reconfortante de Deus está escrita em Hebreus 13:5, que diz:

Seja a vossa vida isenta de ganância, contentando-vos com o que tendes; porque ele mesmo disse: Não te deixarei, nem te desampararei.

Em vez de reclamar e cobiçar o que os outros têm, Deus quer que estejamos contentes com o que temos. E quando obedecermos ao que Deus deseja que façamos, experimentaremos o cumprimento de Sua promessa: “Nunca te deixarei, nem te desampararei”.

Quando Deus nos disse para não sermos gananciosos e nos contentarmos com o que temos, Ele estava, na verdade, nos ensinando a não roubar e não trapacear, mas, em vez disso, trabalhar para ganhar dinheiro honesto. Isso é exatamente o que pratico na minha vida.

Mesmo antes de começar no ministério, já estava trabalhando para ganhar para minhas necessidades pessoais e para as necessidades de meus entes queridos. Até agora que já estou liderando uma organização religiosa internacional, ainda estou trabalhando duro para ganhar de maneira honesta e decente. Ao contrário de outros pregadores, nunca faço da palavra de Deus uma mercadoria e nunca faço da religião um tipo de negócio. Não cobiço as riquezas de outras pessoas e não uso engano no que faço. Em outras palavras, vivo minha vida de acordo com a vontade de Deus.

Já estou com 74 anos, mas não me lembro de nenhum caso em minha vida em que tenha passado fome ou necessidade - prova de que Deus realmente não abandona nem desampara aqueles que seguem Seus ensinamentos.

O ponto que estou tentando abordar é este: é nossa obediência a Deus que nos dá a chance de experimentar em nossas vidas isto - que Ele não nos deixará nem nos abandonará. E à medida que você experimenta isso, mais você terá confiança em Deus.

1 João 5:14 diz:

E esta é a confiança que temos nele, que se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve.

Estamos confiantes de que Deus nos ouvirá se Lhe pedirmos coisas que estão de acordo com Sua vontade. E Ele nos ouvirá se estivermos cumprindo Seus mandamentos, Seus conselhos e Seus ensinamentos. Portanto, se você ouvir as pessoas dizerem que perderam a confiança em Deus porque Ele não ouve suas orações, isso significa apenas uma coisa: elas são desobedientes a Deus.

Lembre-se sempre, Deus não abandona aqueles que são obedientes a Ele e não permitirá que percam a confiança Nele.

[Aviso legal: Esta tradução em Português é realizada por nossos tradutores com máxima cautela com o melhor de suas habilidades. ControversyExtraordinary.com, contudo, não garante a exatidão de qualquer informação traduzida devido a vários fatores. Quando houver alguma discrepância entre a versão original em Inglês e a versão traduzida em Português, a versão original em Inglês sempre prevalece.]

O Que Não Amar no Mundo Para Ganhar o Amor de Deus

1 João 2:15 dá uma admoestação específica aos cristãos, que muitas vezes é mal interpretada por aqueles que interpretam o versículo literalmente. Diz,

Não ameis o mundo nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.

Eles perguntam: "Como eles poderiam não amar o mundo se eles estão no mundo e todas as pessoas que lhes são queridas também estão no mundo?"

Aparentemente, não é a isso que o versículo se refere. Na verdade, temos que amar nossos pais e os outros membros de nossa família, nossos amigos, nossos semelhantes e até mesmo nossos inimigos. Mas existem coisas específicas no mundo que estamos proibidos de amar, e amá-las significaria que o amor do Pai não está em nós. Quais são elas?

1 João 2:16 diz:

Pois tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo.

João apontou três coisas no mundo que não devemos amar porque não vêm do Pai. Elas são a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida.

Em outras palavras, não devemos sucumbir à concupiscência da carne e à concupiscência dos olhos, como assistir a vídeos pornográficos, ler materiais pornográficos, espiar por buracos e fendas do quarto e banheiro de outra pessoa, entregar-se à sensualidade e à lascívia e fazer avanços sexuais em alguém que não é nosso cônjuge. Estas estão entre as coisas do mundo que não devemos amar, pois não são do Pai.

Assim como a concupiscência da carne e a concupiscência dos olhos, a soberba da vida também não vieram do Pai e, portanto, também não devemos amá-las. No entanto, hoje, vemos muitas pessoas que se orgulham de suas vidas, de seu status na sociedade, de suas riquezas e poder, e de suas conexões com pessoas influentes.

Eles não falam de nada além de presunção e vanglória. Eles se consideram os melhores e os mais superiores, por isso não aceitam mais sugestões e instruções dos outros - por melhores que sejam as sugestões, principalmente se vierem de seus rivais.

Isso é muito comum entre políticos e funcionários do governo. Em vez de apoiar e cooperar uns com os outros, muitas vezes os vemos brigando, se não contestando e questionando certos projetos e decisões, não por seus deméritos, mas simplesmente porque vêm de alguém que pertence a um partido político rival. Não é de se admirar por que há inquietação e divisão em muitas nações hoje em dia.

Se eles não vieram do Pai, de quem vieram essas coisas no mundo?

Tiago 3:16, 15 diz:

16 Pois onde há inveja e contenda, aí há confusão e toda má obra. 

15 Essa sabedoria não vem do alto, mas é terrena, sensual e diabólica.

Elas vieram do diabo. Na verdade, podemos fazer uma ampla generalização de que todas as coisas tolas na terra - como a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos, as drogas, a pornografia, a prostituição, a ganância de poder - todas vêm do diabo. É por isso que os cristãos estão proibidos de amá-las.

Mas nunca estamos proibidos de amar nossos pais, irmãos, filhos, amigos e semelhantes, até mesmo nossos inimigos. Na verdade, os cristãos devem amá-los. Mas é claro, acima de tudo, devemos amar a Deus.

[Aviso legal: Esta tradução em Português é realizada por nossos tradutores com máxima cautela com o melhor de suas habilidades. ControversyExtraordinary.com, contudo, não garante a exatidão de qualquer informação traduzida devido a vários fatores. Quando houver alguma discrepância entre a versão original em Inglês e a versão traduzida em Português, a versão original em Inglês sempre prevalece.]

A Razão Triste e Lamentável Pela Qual Alguns Acreditam que Cristo não é Deus

Existe alguma verdade na afirmação da Iglesia ni Cristo de Manalo (INCM) de que o Senhor Jesus Cristo não é mais do que apenas um ser humano? Primeiro, vamos considerar o que o apóstolo João disse sobre ele.

1 João 5:20-21 diz:

20 Sabemos também que já veio o Filho de Deus, e nos deu entendimento para conhecermos aquele que é verdadeiro; e nós estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. 
21 Filhinhos, guardai-vos dos ídolos.

Este versículo em particular é um dos muitos versículos sendo confundidos pelos ministros da INCM para fazer sua afirmação parecer válida: que o Senhor Jesus Cristo não é um Deus, mas apenas um homem. Eles estão tentando fazer parecer que o verdadeiro Deus mencionado no versículo 20 é o Pai.

Porém, se formos analisar mais profundamente, o verdadeiro Deus e a vida eterna a que se refere é alguém que veio aqui na terra, alguém que deu a eles - os apóstolos - entendimento. Isso não se aplica ao Pai porque Ele não veio aqui fisicamente. Sem dúvida, se refere a Seu Filho, o Senhor Jesus Cristo. Ele é “o verdadeiro Deus e a vida eterna”.

Por que dar a admoestação “guardai-vos dos ídolos” no versículo 21? É porque aqui na terra existem muitos ídolos ou falsos deuses. Mas Aquele que veio aqui, Aquele que lhes deu entendimento, de acordo com os apóstolos, é o verdadeiro Deus e a vida eterna. E esse foi o Senhor Jesus Cristo. Observe que “Deus verdadeiro” foi introduzido pelo artigo definido “o” - “o Deus verdadeiro e a vida eterna” - denotando especificidade.

Para provar ainda que a “vida eterna” era o Senhor Jesus Cristo, 1 João 1:1-2 diz: 1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam, a respeito do Verbo da vida 2 (pois a vida foi manifestada, e nós a temos visto, e dela testificamos, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e a nós foi manifestada);

A “vida eterna” estava com o Pai, e foi manifestada aos apóstolos porque veio aqui. Muito claramente, se refere ao Senhor Jesus Cristo. Esta é uma verdade bíblica que os ministros da INCM não podem apagar nem remover da Bíblia.

Agora, quando Cristo veio aqui na terra, isto é o que o Pai disse a Ele:

Hebreus 1:8 diz:

Mas do Filho diz: O teu trono, ó Deus, subsiste pelos séculos dos séculos, e cetro de eqüidade é o cetro do teu reino.


Novamente, este versículo também está sendo distorcido pelos ministros da INCM. Em sua intenção de reduzir o Senhor Jesus Cristo à condição de um ser humano comum, eles mudaram “Teu trono, ó Deus”, para “Teu trono, é Deus”, resultando em uma ideia que é muito degradante para Deus. Eles levaram Deus a um status muito, muito mais baixo; eles fizeram Dele um trono sobre o qual se pode sentar. Não é absurdo?

No versículo citado anteriormente, o Pai era quem falava e chamou Seu Filho de Deus. Você vai questionar a declaração do Pai? Essa é a verdade. O Senhor Jesus Cristo é Deus porque Ele é o Filho de Deus. Ele veio do seio do Pai; o Pai O gerou. Esta verdade é algo que os ministros da INCM acham difícil aceitar - que o Pai deu à luz o Deus unigênito. Mas sua recusa não mudaria a verdade: que o Senhor Jesus Cristo é o Deus unigênito. Conforme inscrito nos manuscritos gregos, Ele é monogenes theos.

Na verdade, mesmo que haja muitas evidências que provam a divindade do Senhor Jesus Cristo, mesmo que os próprios apóstolos tenham testificado que: “Este é o verdadeiro Deus e vida eterna”, e mesmo se o Pai, “... até o Filho que ele diz, Teu trono, ó Deus, é para todo o sempre ”, eu duvido que aqueles ministros INCM abandonem sua crença de mais de um século de que o Senhor Jesus Cristo é apenas um ser humano.

Não podemos fazer nada a respeito. Na verdade, é inevitável que haja realmente pessoas que não reconheceriam a divindade de Cristo, não por qualquer razão válida e bíblica, mas simplesmente por pura teimosia e obstinação. Mas para onde a teimosia e obstinação os levarão? Onde mais senão para a perdição!

[Aviso legal: Esta tradução em Português é realizada por nossos tradutores com máxima cautela com o melhor de suas habilidades. ControversyExtraordinary.com, contudo, não garante a exatidão de qualquer informação traduzida devido a vários fatores. Quando houver alguma discrepância entre a versão original em Inglês e a versão traduzida em Português, a versão original em Inglês sempre prevalece.]

Dissipando Alegações Sobre o Retorno de Cristo Com Senso Comum e Lógica Simples

A Iglesia ni Cristo de Manalo é uma das religiões que acreditam que, quando o Senhor Jesus Cristo voltar, a terra já será queimada. Na verdade, numa de suas transmissões de televisão, Michael Sandoval, um ministro da INC de Manalo, balbuciou que o reinado de mil anos de Cristo na terra - que se tornou o tema de muitas de nossas reuniões congregacionais - é altamente impossível de acontecer porque, segundo ele, quando o Senhor Jesus Cristo voltar, esta terra já será queimada e destruída. E uma vez que já será destruída, não haverá mais lugar para Cristo reinar.


Aparentemente, ele estava tentando contestar o que eu estava ensinando aos nossos irmãos da Igreja de Deus, algo que me baseei no livro do Apocalipse, que diz que quando Cristo voltar, Ele ressuscitará aqueles que morreram Nele e eles, juntos com Seus servos fiéis, reinarão com Ele na terra por mil anos (Apocalipse 20:5-6). Eu me pergunto por que ele está se opondo a algo que está claramente escrito na Bíblia.

É evidente que sua oposição ao que eu disse foi motivada por sua ignorância dos mistérios bíblicos e pronunciamentos proféticos que nós, na Igreja de Deus, conhecemos e entendemos apesar de nossa condição humilde - não por nossos próprios esforços, mas por meio da orientação divina do Espírito Santo.

Não é verdade que a terra já estará destruída ou queimada, quando o Senhor Jesus Cristo voltar. Embora não neguemos o fato de que isso está fadado a acontecer, mas não acontecerá na volta de Cristo. De acordo com a Bíblia, quando o Senhor Jesus Cristo retornar, Ele, junto com Seus santos que serão feitos sacerdotes, reinará sobre a terra por um milênio. Então, a terra continua existindo. E dado o período de mil anos, podemos esperar que o Evangelho da salvação possa ser pregado em todo o mundo sem entraves porque, ao longo desse período, Satanás estará encarcerado. Porém, após o período de mil anos, ele será libertado de sua prisão.

APOCALIPSE 20:7-8 diz,

7 Ora, quando se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, 
8 e sairá a enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, a fim de ajuntá-las para a batalha.


No final dos mil anos, quando Satanás for libertado de sua prisão, sabendo que seu tempo é muito limitado, ele trabalhará dobrado e duro para enganar as nações nos quatro cantos do mundo. Apenas pense nisso - como Satanás pode atravessar os quatro cantos da terra se esta terra não existe mais? Além disso, ainda haverá um Armagedom que vai acontecer. Novamente, como essa batalha final pode acontecer se, com o retorno do Senhor Jesus Cristo, esta terra já será destruída? Você vê a loucura de Michael Sandoval e o absurdo de suas declarações?

Na verdade, basta uma lógica simples e um pouco de bom senso para entender que, quando o Senhor Jesus Cristo retornar, esta terra ainda não será queimada, porque Ele ainda reinará sobre ela por mil anos.

Aparentemente, os ministros da INC de Manalo, especialmente Michael Sandoval, carecem de lógica e bom senso. Se os tivessem, suas declarações não deveriam contradizer o que a Bíblia diz, e eles não deveriam ter exibido sua ignorância e falta de sentido em rede nacional. A linha de raciocínio deles apenas prova que eles não têm nenhuma ideia sobre o futuro reinado milenar do Senhor Jesus Cristo e Seus santos aqui na terra.

Mas eu não poderia culpá-los totalmente porque, certamente, seus mentores não lhes ensinaram nada sobre o livro do Apocalipse - provavelmente porque eles, também, não entendiam este livro específico da Bíblia. Isso é muito patético! O mínimo que os ministros da INCM podem fazer é ser humilde o suficiente para admitir sua ignorância, ao invés de se gabar e fingir ter conhecimento sobre verdades bíblicas como pronunciamentos proféticos. Na verdade, quanto mais eles se gabam e fingem, mais óbvio se torna que eles não têm compreensão. As próprias palavras que saem de suas bocas são as que os traem. E sentimos verdadeiramente por eles, mais especialmente por seus irmãos na fé, a quem eles estão levando à perdição. Que Deus tenha misericórdia dessas pessoas.

[Aviso legal: Esta tradução em Português é realizada por nossos tradutores com máxima cautela com o melhor de suas habilidades. ControversyExtraordinary.com, contudo, não garante a exatidão de qualquer informação traduzida devido a vários fatores. Quando houver alguma discrepância entre a versão original em Inglês e a versão traduzida em Português, a versão original em Inglês sempre prevalece.]